Património Cultural

Igreja Paroquial de Santo André de Moimenta
Lugar de Covas, Vila de Terras de Bouro

A Igreja Paroquial de Moimenta foi a inaugurar a 8 de Dezembro de 1993, tendo sido esta construída, para poder receber mais devotos devido ao facto que a antiga já se tornava pequena.

Igreja Matriz de Santo André de Moimenta

Lugar de Moimenta-a-Nova

Ainda que a paróquia e igreja de Moimenta seja bem antiga, longo foi o período da sua história em que não esteve dotada de todos os meios para nela se realizar uma completa e autónoma vida paroquial. (…) Em 1774, a situação vai alterar-se com a colocação do sacrário em Moimenta, o que estará sem dúvida na origem (…) do processo de desanexação a Balança e sua elevação a igreja matriz. (CAPELA José Viriato, 1993)

Em meados do século XIX a sede do concelho, que era então, no lugar de Sequeirós da freguesia de Chamoim, foi transferida para covas e ali se instalaram também as Finanças e outros serviços. (…) A partir daí era inevitável a transferência da igreja paroquial para a parte mais central da freguesia que era, indubitavelmente, me covas. (…) A igreja foi instalada na capelinha de S. Brás e os sinos pendurados («enforcados» como então se dizia) num carvalho da «espingardeira» que se encontrava no monte sobranceiro à capela. (ARAÚJO José António, 1993)

Capela de S.Brás

Lugar de Covas, Vila de Terras de Bouro

A capela ou ermida de S. Brás, como muitas vezes é referida, construída no lugar de Covas, é seguramente um dos mais antigos edifícios e lugares de devoção na freguesia. O mais antigo documento que se lhe refere é de 1627. Trata-se de uma escritura de doação de rendimentos, feita por uma casal de Pesqueiras, outro do Cavacadouro, e um outro do lugar da Igreja, todos lugares da freguesia. Segundo se lê no texto, trata-se de uma doação destinada a construir uma confraria, dedicada a S. Brás, e celebrar missa na referida capela. (CAPELA José Viriato, 1993)

Capela de S. Pedro

Lugar de Pesqueiras

A capela de S. Pedro, no lugar de Pesqueiras, era um outro espaço de culto, onde se celebrava também missa, e isto antes de 1710. Nessa altura (…) foi também necessário construir fábrica com bens de raiz para continuar a desenvolver aqueles atos. E é o que um casal, morador no lugar de Moimenta a Velha vem fazer por uma escritura lavrada em 1710, doando à capela do apóstolo S. Pedro, dois campos que possui na freguesia. (CAPELA José Viriato, 1993)

Capela da Quinta da Ponte

Lugar de Moimenta

De construção e vida mais recente é a capela dedicada a Santo António de Pádua e S. Francisco das Chagas na Quinta da Ponte. Elegante edifício, bem proporcionado, com elementos bem distintivos da gramática decorativa do Barroco, foi mandado construir pelo Pe. Francisco de Abreu de Oliveira, em 1754, pela sua especial devoção àqueles santos.

Construída junto aos portais da sua Quinta, destinava-se não só para o proprietário nela celebrar missa, mas também para os moradores da freguesia, por residirem longe da igreja. (CAPELA José Viriato, 1993)